sexta-feira, dezembro 15Saúde. Gestão e Consultoria

Tag: ANVISA

Na drogaria: Nova regra sobre os medicamentos intercambiáveis – Como dispensar?

Na drogaria: Nova regra sobre os medicamentos intercambiáveis – Como dispensar?

Informações Técnicas
Novas regras sobre intercambialidade de medicamentos. No ano de 2003, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma norma estabelecendo critérios para a adequação dos medicamentos similares já registrados e comercializados no Brasil. Naquela época, a normativa estabeleceu que os detentores de registro desses medicamentos apresentassem estudos comparativos com o medicamento de referência tais como, equivalência farmacêutica, perfil de dissolução e bioequivalência/biodisponibilidade relativa (BD/BE), se aplicável ao fármaco e à forma farmacêutica. Ou seja, a lei de 2003 já obrigava os fabricantes a apresentarem os mesmo testes que os genéricos apresentavam para obtenção do registro de comercialização. A RDC 134/03 previa que até 2014 todos os medicamentos deveriam se
Sobre a “ausência” do farmacêutico na matéria  do Fantástico

Sobre a “ausência” do farmacêutico na matéria do Fantástico

Notícias
Cadê o Farmacêutico? Muitos questionaram nas redes sociais na semana passada a ausência dos Farmacêuticos em uma matéria do fantástico que discutiu a eficácia de medicamentos. Mas creiam, havia farmacêutico na matéria. E na matéria de ontem (05/02/2017) também! Por que será que não foram devidamente identificados? Qual real interesse em não citar o profissional que melhor conhece o medicamento e que é responsável técnico dos estabelecimentos que dispensam os genéricos? Os farmacêuticos que desenvolveram o estudo, e participaram com entrevistas, passaram despercebidos. Isso aconteceu, inclusive, pela ampla maioria dos próprios colegas, que pelo País afora desconhecem, por exemplo, o farmacêutico Gerson Pianetti, conselheiro Federal pelo CRF-MG, que foi creditado na semana pas
Anvisa contesta Fantástico e garante: genérico é seguro

Anvisa contesta Fantástico e garante: genérico é seguro

Notícias
A respeito da matéria “Fantástico testa a qualidade dos genéricos mais vendidos no Brasil”, exibida pelo programa na TV Globo neste domingo (29/01), na qual foram avaliados quinze medicamentos genéricos com os princípios ativos dipirona sódica, losartana potássica e sildenafila, a Anvisa esclarece: O Centro de Estudos e Desenvolvimento Analítico Farmacêutico (CEDAFAR) da Universidade Federal de Minas Gerais, contratado pela produção do Fantástico para os estudos, nunca foi habilitado pela Anvisa para realizar testes em medicamentos para efeito de análise fiscal. A análise fiscal, que é efetuada em drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, destinada a comprovar a sua conformidade com a fórmula que deu origem ao registro, segue regras definidas pela Agência, garantindo-s
Matéria sobre testes em genéricos veiculada no programa Fantástico é errônea

Matéria sobre testes em genéricos veiculada no programa Fantástico é errônea

Notícias
A reportagem apresentada ontem (29 de janeiro de 2017) no programa Fantástico da Rede Globo, sobre testes realizados em genéricos (leia sobre a matéria aqui) causou indignação da Classe Farmacêutica. A reportagem já é iniciada com informações contraditórias, dizendo que o laboratório CEDAFAR, onde foi realizado os testes, é credenciado pela ANVISA, informação que é desmentida pela própria agência em nota. "Mesmo esses testes tendo sido realizados sem o cumprimento dos requerimentos técnicos e regulatórios para uma apropriada análise fiscal, visto que o CEDAFAR não é credenciado para esse tipo de teste, sendo apenas habilitado para testes visando o processo de registro" Clique aqui para ler a nota da ANVISA Nas redes sociais muitos farmacêuticos dizem que essa é uma matéria tendenci
Na drogaria: documentos solicitados na inspeção dos fiscais da Vigilância Sanitária (VISA)

Na drogaria: documentos solicitados na inspeção dos fiscais da Vigilância Sanitária (VISA)

Informações Técnicas
Quais são os documentos solicitados pela fiscalização, na inspeção da ANVISA - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Na semana passada, publicamos um artigo apontando os documentos que o fiscal do CRF exige no momento da inspeção. Como foi dito, um estabelecimento de saúde, no caso das farmácias, são vários os órgãos a que estamos sujeitos de sofrer inspeções e o mais importante deles, é com certeza o da Vigilância Sanitária (VISA) do município. São os fiscais desse órgão que determinam os mais importantes procedimentos a serem cumpridos e podem lacrar/fechar um estabelecimento. Gostaria de deixar muito claro que TODAS as informações que aqui serão descritas não são idênticas e não devem ser consideradas por todos os estabelecimentos, pois diferente do CRF, a VISA determin